Arroz INTEGRAL na MAKIS PLACEArroz INTEGRAL na MAKIS PLACE

Caro Cliente:
 
A Temakeria MAKIS PLACE traz mais uma grande novidade para você: Temaki com ARROZ INTEGRAL.
Você pode agora pedir para substituir o tradicional shari pelo mais nutritivo ARROZ INTEGRAL em todos os temakis e makimonos do cardápio.
O que era muito saudável fica ainda mais saudável!
 
MAKIS PLACE: sempre inovando para atender você melhor, exigente Cliente!
 

SÓDIO: ZERO CALORIA, ZERO GORDURA, ZERO AÇÚCAR

 

Estamos acostumados a medir as boas ou as más propriedades de um alimento pelo seu teor de gordura, quantidade de carboidratos (açúcares) e, sobretudo, por quanto aporta em energia (calorias) ao nosso organismo.

Instintivamente, olhamos para o número de calorias na informação nutricional de vários alimentos e consideramos este dado relevante. 

Temos consciência da clara associação entre uma dieta saudável e o consumo menor de alimentos que contenham gorduras ruins (saturadas e trans), e uma boa ideia do problema de consumir elevadas quantidades de açúcares. 

As gorduras ruins afetam o nosso aparelho circulatório podendo entupir as nossas artérias, colaboram com o acúmulo de gordura em nosso organismo, diminuem a nossa performance  geral no nosso dia a dia. 

Os açúcares, em excesso, provocam hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e obesidade, além de estarem associados a uma maior incidência de certos tipos de cânceres, como o colo-retal e de mama (Nut. Brooke Alpert, do livro "Sugar Detox", Desintoxicando do Açúcar, em tradução livre). Sobrecarrega a atividade normal do nosso fígado e pâncreas e pode nos levar a um quadro de diabetes, doença silenciosa que afeta mais de 20% da população acima de 65 anos que, a maioria das vezes, nem sabe que o padece. 

O diabetes deteriora, quando não tratado, progressiva e inexoravelmente todos os nossos órgãos, desde a visão até o coração.

 

Mas, a maioria das pessoas está mais preocupada com o sobrepeso, do que com os problemas de saúde que uma dieta rica em gorduras ou açúcares pode trazer. Depois de tudo, é amplamente aceito -mas nem por isso, sempre certo-  que a menor peso, mais saúde.

 

E, definitivamente, dietas com baixas calorias dão mais chances de perder peso pois o que importa é o balanço entre o que se consome e o que se gasta, em termos de energia. Se você consome uma macarronada e vai dormir o dia inteiro, com certeza vai engordar. Mas se você faz exercícios de alta intensidade, você vai emagrecer, provavelmente. Isto porque o macarrão não aporta uma quantidade significativa de gordura, mas sim de carboidratos. O carboidrato é o que o nosso organismo vai procurar primeiro para transformar em energia, para a nossa sobrevivência. Se o nosso organismo consumir os carboidratos, o segundo passo é consumir as gorduras. O exercício intenso consome rapidamente os carboidratos e passa a consumir a gordura, por isso um atleta emagrece comendo macarrão.

Em situações de inanição (fome absoluta), como presenciamos, às vezes, nos noticiários, as pessoas ficam apenas "pele e osso", pois devido à falta de alimento, os carboidratos e as gorduras do seu corpo foram consumidos há algum tempo e, num ato de desespero, o organismo destes indivíduos passou a consumir os músculos, que são constituídos basicamente por proteínas.

Evidentemente, as proteínas (de origem animal ou vegetal) são o mais importante para o nosso organismo, pois, em situações normais, dão fortaleza ao nosso corpo e em situações anormais (fome absoluta), são a última esperança de sobrevivência.

 

Mas, você pode estar se perguntado, por que o título faz referência ao sódio?

Ocorre que um aspecto da alimentação saudável que é negligenciado pela maioria das pessoas é a quantidade de sódio do alimento.

Como diz o título, o sódio não tem calorias, nem gorduras, nem carboidratos. Mas o excesso é muito prejudicial. 

Não engorda, nem favorece o diabetes. 

Mas o excesso mata.

A hipertensão arterial é um dos fatores de riesgo mais presentes na sociedade e o sódio está intimamente ligado ao aumento da mesma. O sódio em excesso provoca afecções coronárias, arritmia, irritabilidade, retenção de líquidos e sobrecarga do trabalho dos rins (ANVISA).

 

Veja as doenças que mais matam no mundo:

 

No mundo

No mundo

      Mortes em milhões   %

Doença cardíaca isquêmica 7.25 12.8%

Acidentes vasculares cerebrais 

e outras doenças cerebrovasculares 6.15 10.8%

Infecções do trato respiratório inferior 3.46 6.1%

Doença pulmonar obstrutiva crônica 3.28 5.8%

Diarreias         2.46 4.3%

HIV/AIDS         1.78 3.1%

Câncer de traqueia, brônquios e 

pulmões         1.39 2.4%

Tuberculose 1.34 2.4%

Diabetes mellitus 1.26 2.2%

Acidentes de trânsito 1.21 2.1%

 

Fonte: OMS

 

Observe-se que quase 25% das mortes estão relacionadas com doenças do coração e AVCs (e diabetes em menor proporção).

Estas doenças têm como principal fator de risco a hipertensão arterial e o sódio como seu principal agente.

Pense nestes números desta forma: você tem quase 25% de chances de morrer devido a fatores que, em essência, você pode controlar. Há fatores de risco genéticos, de raça, idade o sexo associados à hipertensão que não podem ser controlados, mas todos podemos minimizar o problema da hipertensão aderindo a uma dieta baixa em sódio.

Praticamente, todos os alimentos contém, naturalmente, sódio. Portanto, não precisa se preocupar com a sua falta, que também é ruim, mesmo que restrinja drasticamente a sua ingesta. A OMS recomenda o consumo de MENOS de 2000mg por dia. A ANVISA aceita até 2400mg por dia, como máximo. O brasileiro médio chega a consumir o dobro da quantidade máxima recomendada.

O sódio é utilizado na indústria alimentícia como um poderoso conservante. Isto acontece desde tempos imemoriais, muito anteriores ao advento da geladeira, que auxilia na conservação dos alimentos.

Pense no charque, na carne de sol , na carne seca, no bacalhau, nos embutidos (salames, mortadela), vários tipos de presunto, que são mantidos em pouca ou nenhuma refrigeração. Son todos alimentos que utilizam o sal comum (cloreto de sódio) para conservar a proteína (a carne) por mais tempo.

Uma refeição simples como um hambúrguer e uma batata frita média em qualquer rede de fast food concentra praticamente 60 a 80% da ingesta máxima recomendada de sódio (*).Considere que qualquer outra coisa que você coma ou beba (se for um refrigerante diet ou não, suco industrializado, energético ou isotônico) facilmente vai provocar que o seu consumo de sódio supere 100% da ingesta máxima admitida pela OMS ou ANVISA.

E o sanduíche, alardeado em propagandas de TV por uma conhecida Rede, como sendo "saudável"? Será que é mesmo?

Bom, um único sanduíche de presunto e peito de peru (15cm, 275g) pode fazer bonito em termos de calorias (312 cal, ) ou até de gorduras (4.4 totais, 1.1 saturadas), mas não traz bons números no quesito carboidratos (47g) e performa definitivamente mal para o sódio (1014 mg). Em termos de proteínas aporta apenas 22g. (*)

Um outro sanduíche, dos mais vendidos por esta Rede, tem números ainda mais preocupantes.

Para um sanduíche de 225g encontramos 380 cal, 12.6g de gorduras totais, 3.8g de gorduras saturadas, 1141mg de sódio (!) e apenas 20g de proteinas. (*)

1141mg de sódio representam, num único sanduíche praticamente 50% da ingesta máxima de sódio recomendada pela ANVISA e mais de 50% do recomendado pela OMS.

E um temaki de salmão, dos alimentos mais vendidos na nossa rede, que números apresenta? 

Um temaki de salmão de 130g possui 205 cal, 7.1g de gordura (1.3g de saturadas), 18g de carboidratos, 17g de proteínas e 154mg de sódio. (*)

Apenas 154mg de sódio, o que representa somente 6% da ingesta máxima de sódio apregoada pela ANVISA.

Se compararmos "grama por grama" um temaki de salmão da MAKIS PLACE com o hambúrguer mais vendido da maior rede de hamburguerias do mundo e com um dos sanduíches preferidos pela maior rede de sanduicherias do mundo encontramos o seguinte:

COMPARAÇÃO GRAMA POR GRAMA DE TEMAKI DE SALMÃO COM HAMBÚRGUER E SANDUÍCHE (OS PREFERIDOS DAS RESPECTIVAS REDES)

(*) Fonte: Tabelas Nutricionais das Próprias Redes

 

 

TEMAKI vs HAMBURGUER TEMAKI vs SANDUÍCHE

CALORIAS                                                                                       -36%                               -8%

GORDURAS TOTAIS                                                                  -58%          -4%

GORDURAS SATURADAS                                                                  -79%       -42%

CARBOIDRATOS                                                                  -30%       -35%

SÓDIO                                                          -71% -69%

PROTEÍNAS                                                            5% 45%

 

Embora os números falem por si, observe-se que, grama por grama, o temaki tem muito menos gorduras saturadas (79% menos que o hambúrguer e 42% menos que o sanduíche), mais proteínas (5% mais do que o hambúrguer e 45% mais do que o sanduíche), menos carboidratos (30% menos que o hambúrguer e 35% menos que o sanduíche) e, o que julgamos ainda mais importante, praticamente 70% a menos de sódio que o hambúrguer e o sanduíche.

Além disso, o temaki tem, na comparação grama por grama, ainda menos calorias que o hambúrguer e o sanduíche (36% e 8%, respectivamente).

Caro amigo, cuidar da sua saúde é uma questão de vida ou morte. Tomar consciência da importância da diminuição do sal de sódio na sua dieta é o primeiro passo para aprender a cuidar melhor da sua saúde.

O seu corpo está geneticamente programado para viver 100 anos ou mais. 

Diminuir o sódio representa parar de agredi-lo e de deteriora-lo.

O Ministério da Saúde promove, desde 2012, uma campanha pela diminuição do sal de sódio em diversos alimentos industrializados. 

Veja o texto abaixo, reproduzido do site Dr. Dráuzio Varella (http://drauziovarella.com.br/hipertensao/por-que-o-excesso-de-sal-faz-mal-a-saude/)

"O Ministério da Saúde e a Abia (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação) anunciaram dia 28/08/2012 a terceira etapa do programa para redução de sódio em produtos processados no Brasil, e estipularam a diminuição do uso de sal nos caldos, temperos, margarinas e cereais matinais.

A modificação entra em vigor a partir de 2013 e a expectativa é que com ela a quantidade de sódio no mercado reduza pelo menos 8,8 mil toneladas até 2020. Nas duas etapas anteriores, o ministério e a Abia definiram metas de redução de sódio em produtos como massas instantâneas, pães de forma, batatas fritas e biscoitos.

Produtos processados campeões de sódio

1. Macarrão instantâneo com tempero - 2721 mg de sódio em 85 g

2. Macarrão instantâneo sem tempero – 1198 mg de sódio em 80g

3. Frango empanado – 759 mg de sódio em 130 g

4. Hambúrguer bovino – 567 mg de sódio em 80g

5. Salsicha – 551 mg de sódio em 50g

6. Hambúrguer de frango – 525 mg de sódio em 80 g

7. Biscoito de polvilho – 270 mg de sódio em 30g

8. Biscoito cream cracker – 230 mg de sódio em 30g

9. Salgadinho de milho – 176,9 mg de sódio em 25g

10. Requeijão – 165 mg de sódio em 30g"

 

A MAKIS PLACE traz um produto nobre para o paladar do brasileiro que, naturalmente, cuida da saúde do nosso cliente e que não tem contra-indicações.

Temaki da MAKIS PLACE: pode confiar.

 

Fontes: ANVISA, OMS, Site do Dr. Dráuzio Varella, livro "Sugar Detox", Nutricionista Brooke Alpert.

 

Voltar